Um feliz Natal para você!

Um feliz Natal para você!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Está chegando a Caminhada Rosa!

Portal Prefeitura Jundiaí

Maioria dos Idosos não tem reserva financeira

Fonte: O Estado de S. Paulo
O desequilíbrio financeiro afeta mais da metade dos consumidores com mais de 60 anos, segundo uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). O estudo revela que 57% dos consumidores da terceira idade não têm nenhuma reserva financeira ou investimento.

“Essa situação é ainda mais comum entre os entrevistados com baixa escolaridade (68%) e os pertencentes à classe D e E (77%)”, destaca a economista da instituição, Marcela Kawauti. Um dos principais motivos que atrapalham esses consumidores a poupar e a investir é a preocupação com a família.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

'Desaposentação' deve voltar à pauta do STF este mês

Fonte:Diário do Litoral/Foto AgBR
A possibilidade do recálculo da aposentadoria no caso de volta ao mercado de trabalho, a chamada "desaposentação", ficou fora da pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira, 15, mas deve voltar ao plenário ainda em outubro. Na última sessão plenária da Corte, no dia 9, o ministro Luís Roberto Barroso votou a favor da "desaposentadoria" e sugeriu um cálculo para conceder a aposentadoria nestes casos. O julgamento não prosseguiu após o voto de Barroso por falta de quórum: três dos dez ministros que compõem a Corte atualmente estavam ausentes.

A expectativa era de que a desaposentação voltasse a ser discutida, mas o voto propositivo de Barroso gerou inquietação entre os colegas, que avaliaram precisar de tempo para estudar a proposta. Para evitar que o caso fosse retomado nesta semana e adiado pelo pedido de vista de algum dos integrantes da Corte, o presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, não pautou o processo para esta semana. A intenção, contudo, é colocá-lo para discussão no plenário ainda em outubro.

Barroso propõe uma fórmula para concessão da aposentadoria no caso do recálculo que, segundo ele, gerará um "custo fiscal assimilável". O impacto financeiro estimado pelo INSS para as ações que tramitam na Justiça para os próximos 20 anos pode chegar a R$ 70 bilhões. Segundo a Advocacia-Geral da União, existem hoje mais de 123 mil ações judiciais pedindo a desaposentadoria.

Brasil se destaca como exemplo de proteção ao trabalhador em meio à crise

Fonte: CNTC
O Brasil foi novamente citado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como um exemplo na proteção dos direitos sociais e do emprego em meio ao cenário adverso trazido pela crise econômica global iniciada em 2008-09. A 18ª Reunião Regional Americana da OIT, na cidade de Lima, no Peru, que vai até esta quinta-feira (16/10), elogiou a proteção da população mais vulnerável a oscilações.  

(...)O Brasil se destacou nesse período pelo vigor das suas políticas de combate à pobreza, redução da desigualdade social, diminuição da concentração de renda, diminuição do desemprego e geração de emprego formal e do aumento do salário mínimo.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Festas de final de ano aquecem mercado de trabalho em Jundiaí


Fonte/Foto: Portal Prefeitura Jundiaí
O final de ano em Jundiaí costuma ser positivo para quem busca por recolocação no mercado de trabalho. Os setores de comércio e serviços são os mais aquecidos no período que antecede o Natal e chegam a contratar mais de 3 mil pessoas. Segundo dados do Ministério do Trabalho e do Emprego, Jundiaí concentra quase 20 mil estabelecimentos entre comércio e serviços, que geram mais de 100 mil empregos.

E o processo de seleção e treinamento de pessoal tem início já em outubro. A maior parte desse universo é formado por contratações temporárias, com índices de 15% a 20% de possibilidade de efetivação definitiva.

A apresentação do candidato é um dos pontos cruciais que pode carimbar (ou não) a efetivação profissional. Nesse momento, um bom currículo é obrigatório. A coordenadora do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Jundiaí, Cida Gibrail, explica que o órgão não trabalha por meio de seleção curricular, mas que as empresas costumam solicitá-lo antes de bater o martelo da contratação.

“Atuamos com nosso cadastro em sistema e por meio dele contratantes e mão de obra ganham aproximação. Mas as empresas têm o hábito de solicitar o currículo após essa proximidade.”

Cida dá dicas importantes para quem está de olho em uma oportunidade:
- Ter o currículo sempre atualizado;
- Não fazer uso de inverdades na montagem do currículo;
- Deixá-lo o mais enxuto e claro possível. “Menos é mais”;
- Os dados de contato têm de estar corretos para fácil localização do candidato;
- Se possível, sintetizar as informações em apenas uma página;
- Evitar floreios, cores ou fontes que possam dificultar a leitura.
 
Pit Stop do Comércio
Edson Maltoni, diretor de Fomento ao Comércio e Serviços da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Jundiaí, acentua que a Prefeitura de Jundiaí apoia uma mobilização conjunta entre Sindicato do Comércio Patronal e Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí. O objetivo é oferecer o cadastro de mão de obra gratuitamente ao contratante, sem intermediadores.
 
“É o programa Pit Stop do Comércio, um esforço conjunto que leva uma tenda a diversos pontos da cidade. Promotores diretos dessas instituições contratantes captam mão de obra no próprio local”, explica, ao lembrar-se que pouco mais de 3 horas no Parque Eloy Chaves foram suficientes para receber mais de 150 currículos. “O legal é que se a pessoa não tiver um currículo para ser entregue, a gente monta um para ela na mesma hora.”
 
Para mais informações sobre essa iniciativa, que costuma ocorrer junto às comemorações de datas importantes, o telefone é (11) 4583-1410.

Parabéns Professor!


Salário mínimo pode aumentar para R$ 790 em janeiro

Fonte: Valor Econômico/Ag. Diap
Se a inflação continuar batendo no teto da meta, o valor do salário mínimo terá que subir ainda mais. Com isso, os gastos do governo também aumentam em relação ao já previsto no Orçamento enviado ao Congresso Nacional, porque benefícios como abono salarial, seguro-desemprego e pagamentos previdenciários são corrigidos automaticamente de acordo com o reajuste do mínimo.

No Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) de 2015, a previsão é que o salário mínimo suba de R$ 724 para R$ 788,06 no próximo ano - alta de 8,85%. Por lei, esse reajuste é calculado com base no crescimento da economia em 2013 mais a taxa de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2014.

No ano passado, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou expansão de 2,49%. O restante do reajuste é referente à estimativa do índice de inflação (6,2%) que está na proposta orçamentária. Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o INPC acumulou alta de 6,59% nos últimos 12 meses até setembro.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Adicional de Periculosidade!


Fonte: EcoViagem
Esta cabine banheiro foi construída em 1939 sobre um penhasco na região de Altai, para ser usado por membros da estação meteorológica de Kara-Tyurek; o local era a única opção num dos lugares mais remotos do mundo, a Sibéria. Pendurado sobre um penhasco de 1,5 mil metros e numa altitude de 2,6 mil metros, a cabine ganhou o apelido de "banheiro mais perigoso do mundo".

Na época não havia sistema de esgoto e a melhor forma de 'sumir' com os dejetos era jogando-os do alto da montanha. Contudo, a única situação encontrada para que as fezes e a urina fossem 'automaticamente' enviadas para baixo seria construir o banheiro pendurado sobre o abismo. Para os russos isso não foi um problema e a engenharia mostrou-se muito boa, pois, o pequeno banheiro ainda existe e pode ser utilizado.

Parentes: bancada cresce em relação ao pleito de 2010

Ag. Diap 
Levantamento preliminar do DIAP identificou o parentesco político dos eleitos e reeleitos no pleito de domingo (5). Foram eleitos 43 (novos) e reeleitos 40, num total de 83. Nas eleições de 2010, foram eleitos 78 deputados e deputadas com vínculos familiares. 

 A eleição ou reeleição de parentes reforça a tese de circulação no poder. Em geral, parentes mais próximos como pais, filhos e cônjuges são herdeiros eleitorais uns dos outros e compartilham o mesmo perfil político e ideológico.

Para 77% dos brasileiros, cortar imposto reduz desigualdade

Fonte: Valor Econômico
Para 68% dos brasileiros, a desigualdade é um grande problema, mas parte ainda mais expressiva da população (77%) acredita que reduzir impostos é o melhor meio para assegurar menor distância entre ricos e pobres, segundo pesquisa do Pew Research Center divulgada hoje. O levantamento ainda mostrou que os brasileiros estão entre os mais otimistas com o futuro da próxima geração, embora a confiança tenha recuado nos últimos 12 meses.

O percentual dos que consideram a diferença entre as faixas de renda um problema relevante no Brasil é maior do que a média dos países emergentes (60%) e avançados (56%). O principal “culpado” pela desigualdade, segundo 29% dos entrevistados, na média global, são as políticas governamentais, seguida pela diferença de salários (23%).

No Brasil, essa relação se inverte. Com as políticas sociais adotadas nas últimas décadas, apenas 21% dos brasileiros atribuem a desigualdade ao governo. Já 44% consideram que a principal razão para a distância entre ricos e pobres está na diferença de remuneração dos trabalhadores. Para 19% dos brasileiros, o sistema educacional é relevante para explicar a diferença de renda na sociedade, percentual mais alto do que na média global (10%).

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Inscrição para o Centro de Línguas termina dia 15/10

Fonte: Portal Prefeitura Jundiaí
O Centro Municipal de Línguas Antonio Houaiss encerra nesta quarta-feira (15) o período de inscrições para cursos de línguas estrangeiras: inglês, espanhol, italiano e francês. 

Os interessados poderão se inscrever no site da Prefeitura de Jundiaí ou pessoalmente no Centro de Línguas. Entre os requisitos estão que o candidato precisa residir em Jundiaí, ter 14 anos completos ou a completar até o dia 12 de dezembro, além do Ensino Fundamental completo (o candidato que estiver no 9º ano poderá apresentar a declaração da escola no ato da efetivação da matrícula, se for chamado). Para os interessados acima de 60 anos, não será necessária a apresentação do certificado de escolaridade.


Outubro Rosa movimenta unidades de saúde em Jundiaí

UBS Guanabara
Fonte/Foto: Portal Prefeitura Jundiaí
A campanha contra o câncer de mama (Outubro Rosa), implementada pela Prefeitura de Jundiaí, prepara-se para a semana mais movimentada no período a partir desta segunda-feira (13). A agenda teve até uma multiplicação da caminhada principal, programada para domingo (19), no Parque da Cidade. Serão mais duas caminhadas: na sexta-feira (17), no Tulipas, e no sábado (18), no Jardim Santa Gertrudes.

No Tulipas, a concentração começa às 8h30, em frente à Igreja católica do bairro. Em seguida, o grupo segue em caminhada para o Parque Botânico Jardim Tulipas. Segundo a enfermeira da UBS, Roseli Souza Leal, estão programados ainda a apresentação de um vídeo sobre o câncer de mama e depoimentos de mulheres que tiveram a doença. Para finalizar, haverá ainda uma aula de zumba.

Na ESF Santa Gertrudes, o evento coordenado pelas enfermeiras Karen e Neide vai começar às 7h com um bate-papo sobre a importância da campanha. Exercícios de alongamento orientados pelo educador Marlow também estão previstos antes da saída para a caminhada, marcada para as 8h15 na rua Padre Norberto Mojola, 247. O encerramento será na UBS do bairro, que fica na rua Alice Guimarães Pelegrini, 780.

Sob pressão por mudança, previdência tem rombo superior a R$ 50 bi

Fonte: Folha de S. Paulo
O governo federal gasta próximo de 1% do PIB para cobrir um rombo anual que supera os R$ 50 bilhões nas contas da Previdência. A projeção é que, mantidas as regras, essa relação ainda será quase cinco vezes pior até 2050.

Mas a pressão para fechar as contas é vencida nas discussões eleitorais por outra – a de centrais sindicais, pelo fim do fator previdenciário, criado há 15 anos para atenuar o saldo deficitário do INSS.

Os presidenciáveis relutam em defender seu fim porque sabem que haveria aumento do déficit. Mas também relutam em se opor à pressão sindical em plena campanha.

O fator prevê um desconto no valor de quem se aposenta por tempo de contribuição, e não por idade. Ele visava reduzir os gastos e estimular o adiamento da aposentadoria. O efeito, porém, foi apenas a redução no valor do benefício, já que a população continuou a se aposentar cedo.

Todo trabalhador deve saber sobre pagamento do salário

Tribunal Superior do Trabalho - TST

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...