.

.

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Junho Vermelho: Triagem durante a doação de sangue

TRIAGEM 
A triagem do sangue coletado é muito importante tanto para o doador quanto para quem recebe o sangue. Por isso, o candidato a doador de sangue passa pela triagem clínica e laboratorial. Na etapa da pré-triagem, são coletados dados físicos gerais do doador como pressão arterial, altura e peso, além da realização do teste para detectar anemia. Em seguida, o candidato a doador passa pela triagem clínica. Neste momento, ele responde a 40 perguntas sobre seu estado de saúde, alimentação, uso de medicação, hábitos de vida, entre outros temas. A sinceridade do candidato é fundamental para garantir a segurança e qualidade do sangue. A taxa de inaptidão do doador na triagem clínica é de cerca de 25%.

LABORATÓRIOS
Depois da triagem clínica, o candidato a doador vai para a coleta do sangue. Junto com a bolsa, que recolhe cerca de 400 ml, a equipe do hemocentro retira cinco tubos de amostras para realizar exames de sorologia, Imunohematologia e NAT. “O controle para realizar a doação segue o que há de mais novo no mundo. São utilizadas técnicas e equipamentos validados, com dupla conferência.


Os testes de sorologia detectam risco para infecção por hepatites B e C, HIV, sífilis, chagas e HTLV. O método utilizado é a quimiluminescência de alta sensibilidade, que consegue identificar infecção no período inicial. Também é utilizado o teste NAT, de biologia molecular, para identificar o antígeno viral do HIV e das hepatites B e C. Em caso de resultado positivo ou inconclusivo a bolsa nã é liberada. Ela é descartada e o doador é chamado para fazer nova testagem. Caso positivo, ele será encaminhado para o serviço de referência.

CRITÉRIOS PARA DOAR
Podem doar pessoas com peso mínimo de 50 quilos que tenham entre 18 e 69 anos. Também podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade entre 16 e 17 anos havendo o consentimento formal do responsável legal. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não estar em jejum. Além disso, no dia da doação é importante estar bem hidratado e continuar a hidratação em seguida, além de tomar o refresco ou o lanche que o local da coleta oferece.

Quem for doar precisa levar um documento oficial com foto. Além disso, é normal que aconteça uma redução no estoque de sangue dos hemocentros de todo o país com a chegada de feriados prolongados e férias escolares. Nessas épocas, as pessoas mudam suas rotinas, viajam ou aproveitam para descansar e, por isso, não doam sangue. Por isso , para ajudar a manter os estoques em alta , é essencial doar durante as férias e antes de viajar.

Para a segurança do receptor do sangue, estão impedidos de doar aqueles que tiveram diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade, pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como aids, hepatite, sífilis e doença de chagas, usuários de drogas, aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual sem uso de preservativos, e mulheres grávidas ou amamentando.

Confira aqui a lista dos hemocentros do país.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...