.

.

quinta-feira, 5 de outubro de 2006

Big Brother de Mão Dupla

Trinta e sete câmeras serão distribuídas nas entradas e saídas de Jundiaí; próximas a escolas; pontos específicos como distritos policiais e prédios públicos; e vias preferenciais. Com a presença de várias autoridades, a Central de Monitoramento foi apresentada à comunidade. Em três meses, os equipamentos já devem estar operando. (Jornal de Jundiaí)

No livro 1984 , do inglês George Orwell, as pessoas são vigiadas por um sistema tirano (Big Brother) que controla a tudo e a todos por meio de um aparelho chamado teletela – mistura de câmeras com telas de TV. Por toda a estória, o angustiado personagem Winston Smith tenta descobrir formas de burlar essas onipresentes engenhocas que não são desligadas jamais. No mundo real de 2006, a convivência com câmeras de vigilância é muito bem-vinda! Em vez de considerarem as câmeras uma invasão de privacidade, as pessoas se sentem seguras onde existem esses equipamentos, principalmente num país onde as questões de segurança não são tratadas com a necessária seriedade.

A Diretoria

out/2006



Há um consenso generalizado na opinião pública e entre os especialistas de que a explosão de violência que vivemos nada mais é do que a expressão da falência das políticas de segurança dos governos federal, estadual e municipal. Vivemos uma crise política e moral derivada do descrédito a que, há anos, vem sendo submetida a atividade política. Não é sem razão que isso provoque uma sensação de desorientação profunda que pode nos confundir na proposição de soluções para o problema da insegurança pública.

Por isso e mais precisamos que os sistemas de vigilância não fiquem apenas nas ruas, mas que sejam instalados dentro das casas de poder deste país, para que o cidadão possa monitorar o governo em tempo real, cobrando resultados com base em indicativos e métricas claras, via internet... um big brother de mão dupla.

A Diretoria
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...