Parabéns a todos que ajudaram a construir esta entidade!

Parabéns a todos que ajudaram a construir esta entidade!

.

.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Mais de 70% da população brasileira rejeita reformas trabalhista e da Previdência


Fonte: CSB
A rejeição às reformas trabalhista e da Previdência é clara e inquestionável. Mesmo com a campanha publicitária agressiva do governo em prol das mudanças, 72% dos brasileiros na faixa dos 25 aos 44 anos reprovam as propostas. O dado é da pesquisa DataPoder360, publicada nesta quinta-feira (11).

Ao analisar todos os entrevistados, independente da faixa etária, o estudo comprovou que 66% da população é contra a reforma da Previdência e, considerando os indecisos ou aqueles que não responderam, apenas 20% são a favor da alteração, 4% a menos do que foi registrado em abril. Já a reforma trabalhista é reprovada por 62% dos entrevistados.

Lei cria documento único

Fonte: Exame.com
O presidente Michel Temer sancionou dia 11/5 a lei que institui a Identificação Civil Nacional (ICN), criada com o objetivo de unificar os cerca de 22 documentos de identificação usados no Brasil e dificultar a falsificação que, anualmente, gera prejuízos de R$ 60 bilhões.

O documento único, contudo, só deve ser implantado a partir de 2022.
De acordo com o relator do projeto, deputado Júlio Lopes (PP-RJ), apenas passaporte e Carteira Nacional de Habilitação não serão substituídos pelo novo documento.

Além de foto, esse documento terá também um cadastro biométrico que está sendo organizado pela Justiça Eleitoral por meio dos registros feitos para o título de eleitor.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Deputados afrontam trabalhadores e rejeitam destaques na Comissão Especial da Previdência

Fonte: CSB
Após aprovação do texto principal da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que trata da Reforma da Previdência, a Comissão Especial da Câmara dos Deputados manteve sua postura de retrocesso e rejeitou, nesta terça-feira (9), nove dos dez destaques propostos para melhoria no projeto. Agora, a proposta segue para o plenário da Câmara, onde necessita ser aprovada em dois turnos. Entre os destaques rejeitados estavam propostas importantes para a manutenção dos direitos dos trabalhadores.

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB)continuará mobilizando suas bases e os trabalhadores contra as reformas de caráter financistas, que vêm para suprir os direitos trabalhistas e a aposentadoria.

“Novamente os deputados votam contra aqueles que os elegeram, contra o trabalhador brasileiro. Mais do que nunca, vamos continuar mobilizados para evitar estes e outros retrocessos de direitos”, falou o presidente Antonio Neto.

As centrais sindicais promovem, a partir da próxima semana, grandes mobilizações em Brasília. No dia 15, dirigentes sindicais farão corpo a corpo com parlamentares em aeroportos e reuniões com deputados e senadores em suas bases eleitorais.

Já no dia 17, está programado o “Ocupa Brasília”, no qual as lideranças sindicais visitarão os parlamentares e líderes partidários.  Para o dia 24 de maio, as centrais farão uma marcha de trabalhadores na capital federal.

Brasil é um dos países com menor representatividade feminina em cargos eletivos

Fonte: Diap
O Brasil ocupa atualmente a 154ª posição num ranking de 174 países em relação à participação das mulheres no Congresso, com 55 das 513 cadeiras ocupadas na Câmara (10,7%) e 12 dos 81 assentos do Senado (14,8%). 

Dados
Segundo pesquisa de opinião realizada pelo DataSenado, em parceria com a Procuradoria Especial da Mulher, o principal motivo alegado pelas próprias mulheres para não se candidatarem é a falta de apoio dos partidos políticos (com 41% das respostas). A falta de interesse por política aparece em segundo lugar (23%), e a dificuldade de concorrer com homens em terceiro (19%). A falta de apoio da família e as tarefas domésticas são pouco citadas, ficando apenas com 6 e 5% das respostas, respectivamente.

terça-feira, 9 de maio de 2017

Marcha das centrais será no dia 24 de maio

Fonte:CSB
Está marcada para o dia 24 de maio uma grande mobilização das centrais sindicais e dos trabalhadores, em Brasília, contra os projetos da reforma trabalhista e da Previdência. A decisão foi tomada durante reunião das entidades dia 8/5.

Também foi definido um calendário de ações, que começa nesta terça (09), na capital federal, com uma reunião entre as centrais para definir a agenda de visitas aos deputados e senadores no Congresso Nacional; às 18 horas está prevista uma reunião com o senador Ricardo Ferraço.

No dia 15, as centrais farão uma ação de panfletagem em aeroportos e reuniões com parlamentares em seus estados. Na ação “Ocupa Congresso”, as lideranças das entidades farão visitas aos gabinetes dos líderes partidários e dos parlamentares no dia 17.

Para o presidente da CSB, Antonio Neto, o momento é de união e mobilização em torno das lutas. “Não nos resta outra alternativa a não ser o corpo a corpo, o debate sério e o enfrentamento diante dessas ameaças. Não podemos permitir que os direitos trabalhistas e a aposentadoria dos brasileiros sejam extintos”, declarou o dirigente.

Veja o calendário de mobilizações:
–  9 de maio – Reunião das centrais sindicais, às 10 horas, na sede da CUT/DF, para organizar as visitas aos deputados e senadores no Congresso, além da participação na reunião com o senador Ricardo Ferraço às 18 horas.

– 9 de maio – Reunião dos setores de organização e de imprensa das centrais, às 14h30, na sede do DIEESE, em São Paulo, para preparar a Marcha de Brasília do dia 24 de maio.

– 15 de maio – Corpo a corpo nos aeroportos com os parlamentares e reuniões com os deputados e senadores nos estados.

 – 17 de maio – Mobilização “Ocupa Congresso”, na qual lideranças das centrais sindicais visitarão parlamentares e líderes partidários.

Menos transtorno no pagamento de boleto vencido

Fonte: Estado de S.Paulo
Poder pagar boleto vencido em qualquer banco, que estava previsto para março e foi adiado para julho, facilitará a vida do consumidor. Não será  mais preciso pedir  a emissão da segunda via do documento ao credor como é hoje.
Pena que a Federação dos Bancos, a Febraban decidiu fazer a implantação de forma escalonada, só atingindo boletos de  valores mais baixos (inferior a R$ 200), a partir de 11 de dezembro.

Inicialmente a medida valerá para valores iguais ou superiores a R$ 50 mil, de 10 de julho em diante, até a integração total do sistema no final do ano. Apenas a partir de 11 de setembro boletos vencidos com valores iguais ou superiores a R$ 2 mil poderão ser pagos em qualquer banco ou em correspondentes bancários. Em outubro valerá  para  pagamento  igual ou acima de R$ 500. Para valores menores  ou acima de R$ 200, só a partir de 13 de novembro. E em dezembro será adotado finalmente para boleto vencido de qualquer valor.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Centrais divulgam nota com calendário de lutas contra “reformas”

Fonte: Diap
Na nota pública, a centrais sindicais brasileiras — CTB, CUT, Força, Intersindical, NCST, UGT, CGTB, CSB e CSP Conlutas — prometem lutar contra o desmonte da Previdência Pública e das leis trabalhistas.

De 8 a 12 estarão permanentemente no Congresso Nacional para pressionar deputados e senadores contra as propostas. Haverá também muitas atividades de rua. De 15 a 19, as centrais vão “ocupar Brasília”.

Sobre Saúde...

Conselho Nacional de Justiça - CNJ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...