.

.

sexta-feira, 4 de março de 2016

CSB elege direção ampla e representativa


Fonte: CSB
A Central dos Sindicatos Brasileiros elegeu, durante o II Congresso da CSB, a Diretoria Executiva e a Direção Nacional para a gestão 2016-2021. Na ocasião, 721 delegados de 703 entidades representativas dos trabalhadores de todo o País participaram da votação, que também reconduziu Antonio Neto ao cargo de presidente da Central pelos próximos cinco anos. 

Após a divulgação dos resultados, Neto ressaltou a importância de ter as mais diversas categorias, reivindicações e regiões do Brasil representadas pelas lideranças da Central. De acordo com o presidente reeleito, a Entidade “fez questão de que cada sindicato filiado estivesse presente” na escolha daqueles que assumiriam o compromisso de levantar as bandeiras de luta de cada cidadão brasileiro.

Como reflexo das ações descentralizadas e pluralistas promovidas pela Central, foram eleitos para os postos de vice-presidência representantes de São Paulo, Rio Grande do Sul, Amazonas, Paraíba, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Santa Catarina, Pará, Maranhão, Tocantins, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Brasília, Goiás e Pernambuco.

Direção Nacional e Conselho Fiscal
Em consonância com a eleição de uma diretoria executiva ampla, os nomes indicados para as Secretarias da CSB também formam um grupo que congrega dirigentes de todo o Brasil. São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Pará, Maranhão, Amazonas, Goiás, Paraíba, Ceará e Alagoas são alguns dos estados representados.

Foram nomeados sindicalistas paras as secretarias de finanças, relações internacionais, organização e mobilização, formação sindical, servidores públicos, profissionais liberais, mulher trabalhadora, saúde, saúde do trabalhador, segurança do trabalho, trabalhadores na movimentação de mercadorias, trabalhadores rurais, agricultura familiar e cooperativismo, trabalhadores na pesca, juventude trabalhadora, igualdade racial, meio ambiente, transportes, trabalhadores autônomos, cultura, aposentados e comunicação.

No mesmo dia, foram escolhidos seis conselheiros fiscais, entre titulares e suplentes, e aprovados o Plano de Lutas, o Estatuto, as Teses e Moções da Central. O II Congresso, que ainda reuniu 354 observadores e 288 convidados, também elegeu por unanimidade Luiz Sergio da Rosa Lopes ao posto de presidente de honra da CSB.

A presidente do SEAAC Jundiaí foi eleita no cargo de 1ª Secretária.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...