.

.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Jundiaí abre censo de saúde bucal

Portal Prefeitura Jundiaí
A Prefeitura de Jundiaí iniciou os trabalhos práticos do censo de saúde bucal que está sendo implementado neste ano, em parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). 

A maior novidade do censo, além de atualizar dados depois de 8 anos inativos, é a inserção de variáveis socioeconômicas e psicossociais no cenário da saúde bucal, dentro de um ponto de vista epidemiológico e não apenas clínico. 

O cronograma prevê o início do levantamento de amostragem estatística por faixas de idade e bairros da cidade em 24 de abril e a análise dos dados em 4 de setembro, com relatório final ainda neste ano, com diversas novas aulas ao longo do processo.

Números - Uma das referências da série histórica levada em conta no trabalho é a presença de cáries, perdas ou obturações (CPOD) aos 12 anos de idade, que era de 2,65 para cada 10 pessoas em 1975 e baixou para 1,69 em 2004. Ao mesmo tempo, a presença de próteses em moradores idosos ainda estava no patamar de 71,5%.

De acordo com a Coordenação de Saúde Bucal, da Secretaria Municipal de Saúde, os atendimentos em 2013 aumentaram 50% apenas com mudanças de gestão da estrutura atual e a implementação inicial de novos serviços para próteses. Ainda na Secretaria, a Vigilância Epidemiológica monitora os níveis de flúor e cloro do abastecimento de água em complemento ao serviço da empresa municipal DAE.

A amostragem, com critérios estatísticos e sociais, vai ser feita de abril a julho com 290 pessoas da faixa de 5 anos de idade, 294 pessoas da faixa de 12 anos, 298 pessoas da faixa de 15 a 29 anos, 300 pessoas na faixa de 35 a 44 anos e 71 pessoas idosas. Além do diagnóstico, todas serão encaminhadas para tratamento quando necessário.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...