.

.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Todo trabalhador deve saber sobre salário...


Cursos gratuitos de Educação Continuada

O Fundo Social de Solidariedade (Funss) realiza, em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi), diversos cursos de educação continuada. Todos são gratuitos. As inscrições devem ser feitas na sede do Funss, na rua Capitão Cassiano Ricardo de Toledo, nº 92, Chácara Urbana. É necessário levar cópias do RG, CPF e comprovante de residência, além de preencher a ficha de inscrição.

Nos dias 7, 14, 21 e 28 de novembro, os alunos aprenderão a fazer mosaico. O horário das aulas é das 9h às 11h. São 15 vagas na turma. Quem deseja aprender estamparia em tecido tem a oportunidade na turma para 15 alunos, que terá aulas nos dias 5, 12, 19 e 26 de novembro. As aulas ocorrem das 14h às 16h. Já o curso de pintura em madeira acontece nos dias 4, 11, 18 e 25, das 14h às 16h. 


As aulas serão realizadas no Sesi, que fica na avenida Antônio Segre, 695, Jardim Brasil. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4522-7860.

Contadores de história invadem o Museu Histórico e Cultural de Jundiaí

Hoje às 18h30, começa a 2º Festa de Histórias no Museu Histórico e Cultural de Jundiaí - Solar do Barão. 

O encontro que irá reunir alguns dos principais contadores de histórias do Brasil, com diversas atrações para todo o público, entre oficinas de contação de histórias, roda de conversas e apresentações. 


Na abertura apresentação “Música e Poesia e às 19h30 acontece uma roda de histórias. 

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Clandestinas!


A cada dois dias, uma brasileira (pobre) morre por aborto inseguro, um problema de saúde pública ligado à criminalização da interrupção da gravidez e à violação dos direitos da mulher.

Saiba muito mais na Agência Pública

Todo trabalhador deve saber sobre a CTPS....

Fonte: TST

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

PAT facilita acesso de alunos do Pronatec ao cadastro de empregos

Uma parceria entre o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) e o Senac está possibilitando que os alunos inscritos no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) ampliem as chances de serem descobertos pelo mercado de trabalho - seja no primeiro emprego ou na busca por uma oportunidade melhor.

A parceria consiste em levar uma equipe do PAT até os alunos, para ensinar como se cadastrar no programa Mais Empregos. Esse trabalho contribui para potencializar os cursos, oportunizando aos alunos a rápida inclusão desses novos profissionais no banco de dados do site.


Todo trabalhador deve saber sobre repouso...

Fonte: TST

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Jundiaí prepara vacinação contra catapora

A nova vacina contra a catapora começa a ser aplicada na rede municipal de saúde de Jundiaí a partir do dia 1º de outubro, em todas as unidades básicas ou de saúde da família. 


“Essa imunização está incluída na Tetra Viral, exclusivamente para crianças de 15 meses de idade que já tenham recebido a primeira dose da vacina Tríplice Viral”, explicou a gerente da Vigilância Epidemiológica, Solange Nogueira Marquezin. Além da catapora, a vacina vai garantir também a proteção contra sarampo, caxumba e rubéola.
Fonte: Portal Prefeitura de Jundiaí

FST e Confederações entregam reivindicações ao presidente do Senado

O Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST) e representantes de 18 Confederações nacionais, entre elas, a CNTC, entregaram ao presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), no dia 12 de setembro, uma pauta com várias reivindicações em defesa da CLT e dos direitos trabalhistas.


O coordenador nacional do FST, Lourenço Ferreira do Prado, apresentou os itens que constam na pauta e também pediu agilidade na definição de temas como a reforma política, reforma do sistema financeiro e votação de vetos presidenciais, como o Fator Previdenciário e o artigo 5° - que trata da Regulamentação da Profissão de Comerciário, além de um novo pacto federativo.
Fonte: CNTC

Segurado acidentado: Cadastro do Governo vai oferecer trabalhador reabilitado

Diário do Litoral/Francisco Aloise
O Governo Federal está investindo num setor considerado o “calcanhar de Aquiles” da Previdência Social, que é o de perícias médica do INSS. E quer aprimorar seu sistema de reabilitação e recuperar cerca de 600 mil trabalhadores acidentados no trabalho para que eles possam voltar ao mercado de trabalho.

Técnicos de cinco ministérios (Previdência Social, Saúde, Planejamento, Educação e Trabalho) estão debruçados no projeto. O Governo Federal, por sua vez, vai criar um Cadastro Nacional de Trabalhadores Reabilitados e oferecer novos incentivos às empresas para que elas contratem esses segurados.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Saiba quais são os procedimentos para se obter auxílio-doença do INSS

Diário do Litoral/Francisco Aloise
Existe uma verdadeira “guerra invisível” entre segurados do INSS e os peritos previdenciários, onde as armas são: laudos, relatórios médicos e avaliações. É que muitos trabalhadores, principalmente os autônomos ou contribuintes individuais, estão com dificuldades em obter o auxílio do INSS, pois mesmo levando relatórios e exames médicos comprovando a doença, recebem alta médica, ou não são considerados incapazes após avaliação pelo setor de perícias, e com isso acabam recorrendo à justiça. 

O Diário do Litoral traz, através de levantamentos feitos junto à Previdência Social, informações para segurados, e o que é necessário para se fazer a perícia médica, bem como as doenças que dão afastamento. 

Compete ao segurado comprovar a doença que o impede de trabalhar. Para isso, o relatório médico deve ser bastante detalhado, pois acaba sendo o documento mais importante na concessão do benefício por incapacidade, superando até mesmo os laudos de exames que atestam as doenças dos segurados. 

Delegacia móvel para defender as mulheres

Você provavelmente já viveu alguma situação em que teve de ir até uma delegacia. Mas agora, em alguns casos, é a delegacia que vai até quem precisa. Começam a ser entregues as primeiras unidades dos ônibus VW 15.190 ODR produzidos especialmente para o programa Mulher, Viver Sem Violência, do governo federal. São delegacias móveis que percorrerão as áreas rurais e de difícil acesso do país.

Os modelos de veículos têm os mesmos chassi e tecnologia do programa Caminho da Escola, mas com configurações especiais para a nova atividade. Por dentro, as unidades vêm com duas salas de atendimento, cabine customizada para transporte dos tripulantes, computadores, impressoras, geradores de energia, ar-condicionado, projetor externo para telão, toldo e 50 cadeiras, além de copa e banheiro adaptados para pessoas com deficiência. Toda essa estrutura é feita para proporcionar acomodação adequada ao atendimento, ao acolhimento e à orientação para mulheres em situação de violência ou sob risco.

Quatro unidades foram entregues no dia 21 de agosto pelo governo federal às autoridades e trabalhadoras rurais da Jornada das Margaridas, em Brasília. Esses ônibus serão usados no Estado de Goiás e no Distrito Federal. A iniciativa faz parte do Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres. A Paraíba também já recebeu suas unidades.

Ao todo, serão entregues 54 veículos no país, sempre duas unidades para cada Estado, totalizando um investimento de R$ 30 milhões. Os ônibus foram desenvolvidos especialmente para o trânsito em área rural, com suspensões reforçadas.
Fonte: Diário de S. Paulo

Direito do Trabalho: todo trabalhador deve saber sobre férias...

Fonte: TST

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...